Ensino Individualizado com Ajuda no Desenvolvimento do Aluno

Dra. Montessori, como resultado de suas observações de como funcionava a educação no início do século XX, percebeu a necessidade de oferecer, dentre outras propostas, uma nova perspectiva para o atendimento ao aluno.

Durante seu importante trabalho, apresentou possibilidade para que a escola como um todo, a partir da sala de aula bem estruturada, se transformasse, visando a que o aluno se sentisse acolhido e respeitado.

Inserido num ambiente elaborado e adequado a cada fase da vida, o aluno desenvolve a autoconfiança, e consequente independência. Ele percebe que dentre as ofertas de atividades que encontra, pode se dedicar aos temas que mais lhe chamaram a atenção. Esse “mergulho” em assunto de seu maior interesse, pode acontecer individualmente ou em parcerias.

Ensino individualizado não contempla o individualismo. Importante ressaltar essa diferença. Ensino individualizado acontece na classe Montessori porque entendemos que cada aluno é único: tem necessidades, capacidades, tempos internos diferentes.
O aluno conhece que há um roteiro básico a ser cumprido, mas tem a possibilidade de se articular dentro desse roteiro, atingindo-o por completo, respeitadas suas peculiaridades; isso lhe permite desenvolver não exclusivamente a iniciativa, bem como o prazer no que está produzindo. Numa classe Montessori não cabe o individualismo, pelo contrário, o senso de comunidade está sempre sendo desenvolvido.

O aluno - indivíduo, dentro da diversidade, é considerado tanto no aspecto cognitivo quanto emocional. Saber que não há dois seres iguais é uma das qualidades no cotidiano da escola Montessori. Podemos trocar a expressão “ensino individualizado” por “aprendizagem individualizada”, pois é indispensável saber esperar resultados diferentes aos mesmos estímulos, e nunca pressionar o aluno (seja uma criança ou um adolescente) a atingir os mesmos objetivos que os demais colegas de classe.

O “ensino individualizado” significa que o professor observa o desempenho, a responsabilidade que cada aluno apresenta diante das propostas que ele tenha se prontificado a realizar.

Não há uma avaliação coletiva, única, para verificar o que foi apreendido. Há uma observação criteriosa por parte do professor analisando o desempenho de cada um. E há uma outra característica que estimula o ensino individualizado: ao avaliar os resultados obtidos, leva-se em conta a diversidade.

O aluno - indivíduo, dentro da diversidade, é considerado tanto no aspecto cognitivo quanto emocional. Saber que não há dois seres iguais é uma das qualidades no cotidiano da escola Montessori. Podemos trocar a expressão “ensino individualizado” por “aprendizagem individualizada”, pois é indispensável saber esperar resultados diferentes aos mesmos estímulos, e nunca pressionar o aluno (seja uma criança ou um adolescente) a atingir os mesmos objetivos que os demais colegas de classe.

Jamais comparar ou criar expectativas que possam entravar o desempenho individual. Todos são ÚNICOS.

Tópicos: 

Postagens Recentes

Sobre o Blog



Sintam-se a vontade para fazer perguntas na seção de comentários do blog ou na nossa página no Facebook (https://www.facebook.com/MeimeiEscola/). Se quiserem entrar em contato diretamente, podem enviar e-mail para atendimento@meimeiescola.com.br.
Os artigos deste blog são criados a partir de entrevistas com a Fundadora e Diretora Pedagógica da Meimei Escola, e também atual Presidente da Organização Montessori do Brasil (OMB). Os artigos discutem temas ligados ao diferencial do Sistema Montessori de Ensino e dúvidas que pais tem com relação ao desenvolvimento dos seus filhos.

Fique atualizado!