Ensino Fundamental I: como é a contribuição do método Montessori?

Quando a própria Maria Montessori quis definir o que é o Método Montessori, assim falou:  Se nós abandonássemos não apenas seu nome próprio, mas também o conceito comum de “método” para substitui-lo por uma outra denominação, se falássemos, por exemplo, de “ajuda oferecida à pessoa humana para conquistar sua independência”, ou de “meio que lhe oferecemos para libertar-se da opressão dos velhos preconceitos da educação”, então tudo ficaria claro! Porque é apessoa humana que conta e não o método de educação (A Formação do Homem, 2018,p.18).

Para esta nova fase do desenvolvimento, a doutora Montessori afirmou: Psicologicamente, há uma mudança decisiva na personalidade, e nós reconhecemos que a natureza concebeu esse período para a aquisição da cultura. (Para Educar o Potencial Humano, 2003, p. 11).  Por isso, falou em “libertar da opressão”, opressão de um conhecimento limitado, bastante restrito ao poder intelectual presente na criança entre os 6-11 anos. 

Na prática, a liberdade proposta por Montessori significa seguir as necessidades internas do aluno, atender suas demandas de conhecimento. Eliminar a rigidez de um currículo fechado, permitir que um assunto que despertou maior interesse nele possa ser explorado mais profundamente, dedicando mais tempo.

Essa nova fase da vida do aluno tem uma característica bastante forte: o discernimento entre o bem e o mal. Há uma preocupação com ajustiça. Surge a necessidade do estabelecimento de regras construídas pelo próprio grupo, para que a dinâmica diária no ambiente seja tranquila.

Nas classes agrupadas de fundamental I (6 a 11/12 anos), o aluno passa a frequentar um ambiente diferente do anterior. Sempre muito bem organizado, mobiliário adequado a sua noivas medidas, enriquecido com materiais também cientificamente elaborados, para facilitarem a aprendizagem, uma boa biblioteca de classe,e a introdução do uso do computador como mais uma ferramenta disponível para suas buscas intelectuais. A possibilidade de troca constante com seus pares permanece, trabalhos em equipe. A dinâmica natural no ambiente, baseada numa liberdade responsável, permite que cada um atinja seus objetivos sem pressões externas.

Importante ressaltar que a proposta educacional Montessori contempla, com tranquilidade as competências solicitadas pela  Base Nacional Comum Curricular.  Destacamos, aqui, algumas: exercitar a curiosidade intelectual, valorizar a diversidade de saberes e vivências,exercitar a empatia, aprender a argumentar com fundamentação,dentre outras. Esses objetivos sempre estiveram presentes na educação Montessori, desde sua criação e prática, no início do século XX.

Montessori no Fundamental I é uma proposta dinâmica, atenta à diversidade,respeitando necessidades e capacidades existentes em cada aluno. É uma classe onde a graça e a cortesia estão presentes, já que além do desenvolvimento intelectual, precisamos ajudar no aprimoramento moral do ser humano, para obtermos uma sociedade mais equilibrada.















Tópicos: 

Postagens Recentes

Sobre o Blog



Sintam-se a vontade para fazer perguntas na seção de comentários do blog ou na nossa página no Facebook (https://www.facebook.com/MeimeiEscola/). Se quiserem entrar em contato diretamente, podem enviar e-mail para atendimento@meimeiescola.com.br.
Os artigos deste blog são criados a partir de entrevistas com a Fundadora e Diretora Pedagógica da Meimei Escola, e também atual Presidente da Organização Montessori do Brasil (OMB). Os artigos discutem temas ligados ao diferencial do Sistema Montessori de Ensino e dúvidas que pais tem com relação ao desenvolvimento dos seus filhos.

Fique atualizado!