Blog da Meimei Escola

Método Montessori, a Educação dos Sonhos Concretizada

Postado por Sonia Maria Alvarenga Braga

26-09-2016 14:05

Método Montessori, a Educação dos Sonhos Concretizada - Blog Meimei Escola

Pesquisa desenvolvida entre jovens estudantes, promovida pelo programa Porvir do Instituto Inspirare, juntamente com a Rede Conhecimento Social, recentemente publicada em jornal de circulação carioca, mostrou o descontentamento que há, em geral, entre os estudantes, com as escolas que frequentam.

Evidente que os problemas apresentados pelos jovens são de âmbito global, com raríssimas exceções. Devemos lembrar que a educação teve origens bastante fechadas, rigorosas e específicas para um público considerado seleto: a nobreza, e aos poucos atingiu a burguesia. E tudo começou através da Igreja.

No início do século XX, houve uma “revolução de ideias” inovadoras, mas que, infelizmente, não chegou a todos os cantos de nosso planeta. E mesmo com o passar dos tempos, em pleno século XXI, as influências de uma educação “engessada” permanece presente em quase a totalidade das escolas pelo mundo.

Os jovens entrevistados apontaram aspectos bastante relevantes. A educação, os responsáveis por ela, esqueceram que a dinâmica do mundo e dos seres humanos mudou muito. Atualmente, os alunos aprendem de maneira diferente, desejam outra estrutura de sala de aula, outra dinâmica (melhor afirmar: querem uma aula dinâmica). Não há mais espaço para uma aula centrada no professor, em que os alunos são agentes passivos no processo de aprendizagem.

Os alunos de hoje desejam atividades práticas, que os façam perceber facilmente as conexões com a realidade vivida. "Aprender fazendo", como proposto pela UNESCO, como um dos pilares da educação no século XXI. Outro pilar para o século XXI é o "aprender a aprender", que só pode ser concretizado quando o aluno tem liberdade de estudar profundamente o que mais o atrai. Já é sabido que os conhecimentos estão interligados, e quando se pode escolher um tema determinado para estudar, várias áreas do conhecimento serão tocadas, o que faz com que a aprendizagem seja mais interessante. No processo de pesquisa para um tema, passa-se por muitos outros, o que gera um conhecimento mais amplo e agradável, porque a “vida” se faz presente, as conexões são estabelecidas de forma natural. Dessas maneira, o prazer em aprender acontece naturalmente.

Um outro aspecto levantado pelos jovens na referida pesquisa foi a questão da "individualidade". Afinal, somos todos diferentes, e se torna indispensável que isso seja levado em conta, pois há diversas formas de aprender, tempos e necessidades individuais. Um professor que fala para um grupo de 30-40 alunos ao mesmo tempo não consegue identificar quais estão acompanhando e entendendo o que ele está expondo. Muitos se “desconectam” em menos de 15 minutos. Atendimentos em pequenos grupos, por poucos minutos, onde seja favorecido o diálogo são bem mais proveitosos. 

Por todos esses aspectos da chamada""Escola Tradicional", atualmente, vários estudiosos da Educação (filósofos, sociólogos, antropólogos, neurocientistas, …) levantando a bandeira de uma “Nova Educação”. 

Podemos afirmar, com tranquilidade, contudo, que se houvesse uma preocupação de estudar o que já existe, poderiam ser encontradas as respostas para essa “Nova Educação” no valioso material deixado pela Dra. Maria Montessori, uma médica, matemática e pedagoga italiana que despertou para a importância da observação do aluno, identificando suas necessidades nas diferentes fases da vida humana. 

Dra. Maria Montessori deixou delineada uma forma educacional que responde ao que os jovens do século XXI estão buscando nas escolas. Dra Montessori teve discípulos e contemporâneos que reforçaram suas ideias, como Jean Piaget e até mesmo Vigotsky. E hoje, quando se buscam modos novos, recaem no modelo que ela ensinou. 

Portanto, não há necessidade de procurar mais, basta que se estude com seriedade e profundidade a obra desta mulher que revolucionou a educação na Europa no século passado e continua a quebrar paradigmas paradigmas no presente século. E, em seguida, ao invés de grandes discussões, partir para a prática e dar aos alunos uma oportunidade da “inovação” que lhes resgatará o prazer em aprender.


Ensino Fundamental

Tópicos: Aprender Fazendo, Inovação na Educação, Prazer em Aprender

Comentários

Sobre o Blog

Os artigos deste blog são criados a partir de entrevistas com a Fundadora e Diretora Pedagógica da Meimei Escola, e também atual Presidente da Organização Montessori do Brasil (OMB). Os artigos discutem temas ligados ao diferencial do Sistema Montessori de Ensino e dúvidas que pais tem com relação ao desenvolvimento dos seus filhos. 

Sintam-se a vontade para fazer perguntas na seção de comentários do blog ou na nossa página no Facebook (https://www.facebook.com/MeimeiEscola/). Se quiserem entrar em contato diretamente, podem enviar e-mail para atendimento@meimeiescola.com.br.

Para conhecerem mais sobre o Sistema Montessori, temos uma lista de links de referência no site da Escola (http://www.meimeiescola.com.br/links-de-referencia).

 

Assine para Atualizações por E-mail

Siga a Meimei nas Redes Sociais